Ritual de Sacrífico Humano no CERN é Flagrada em Vídeo. Esta estátua é do deus hindu Shiva conhecido como “O Destruídor”

Ritual de Sacrífico Humano no CERN é Flagrada em Vídeo. Esta estátua é do deus hindu Shiva conhecido como “O Destruídor”
Esta estátua do deus hindu Shiva fica na entrada do CERN, onde o Grande Colisor de Hádrons esta em manutenção ate 2026. Shiva também é conhecido como “O Destruídor” – o seu dever é o de “destruir mundos no final da criação e dissolvê-los em nada”. Essa é uma adição estranha para um lugar científico.

Surgiu um vídeo online de uma estranha cerimônia ocorrida no CERN, onde indivíduos encapuzados, reunidos em torno da estátua de Shiva, encenaram um ritual “esfaqueando” uma mulher vestida de branco.
O vídeo, filmado de um edifício próximo, mostra vários indivíduos vestidos com capuzes negros, que entram pela entrada principal do laboratório de física mais top do mundo, participando de um ritual oculto, que culmina no esfaqueamento de uma mulher como em  um “sacrifício humano”.
Aqui está o vídeo.

Essas cenas foram filmadas nas nossas instalações, mas sem permissão ou conhecimento oficial. O CERN não tolera esse tipo de brincadeira, o que pode gerar mal-entendidos sobre a natureza científica do nosso trabalho. A “investigação” em curso foi um “assunto interno”.


O ritual aconteceu na frente da estátua de Shiva.


Shiva também é conhecido como 
“O Destruídor” – o seu dever é o de “destruir mundos no final da criação e 
dissolvê-los em nada”. 

Pouco antes do relançamento do Grande Colisor de Hádrons, o CERN lançou um vídeo bizarro intitulado “Dance of Destruction” (Dança de Destruição) que deu ao evento científico um contexto sombrio e ritualístico (o vídeo também apresenta alguém vestido de preto “sacrificando” alguém vestido de branco).

Em 1 de jun de 2016 , a Suíça organizou outro ritual oculto maciço: A cerimônia de abertura do túnel Gotthard na Suíça (leia o artigo sobre isso aqui).

A cerimônia culminou com a adoração em massa de um homem-bode.
Um porta-voz do CERN confirmou na quarta-feira que uma investigação foi conduzida após o lançamento do vídeo filmado durante a noite em seu campus de Genebra. Em um e-mail enviado à AFP, o porta-voz escreveu:

justicaeverdade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: