Força militar da China fecham uma igreja evangélica com mais de 1.000 membros

Força militar da China fecham uma igreja evangélica com mais de 1.000 membros

Segundo estudo mundial a China está no número 27 dos países com maior perseguição no mundo, mas hoje em dia aumentou os abusos por razões de crenças religiosas.

A congregação da Igreja Shouwang em Pequim foi fechada no último sábado por 20 funcionários do governo chinês que processaram as pessoas que se reuniram e fizeram com que jurassem antes que a lei não se reunisse novamente por razões de fé. Durante anos, os seguidores de Cristo nesta nação foram perseguidos, mas embora alguns tenham permanecido reunidos clandestinamente da mesma forma que suas casas ou locais de celebrações em direção a Deus foram invadidos.

Oficiais da China fecham uma influente igreja crista de 1.000 membros
Oficiais da China fecham uma influente igreja crista de 1.000 membros

Além da igreja de Shouwang, existem milhares de congregações que devem permanecer discretas para que o Estado não ameace suas vidas e, dessa forma, possam ser participantes da fé cristã. De acordo com o que a mídia local relatou os fiéis que frequentavam as aulas bíblicas, em vez de fazerem seus estudos habituais, acabavam sendo detidos por horas, enquanto um a um eram interrogados e lhes foi dito que a igreja que frequentavam tinha sido fechado.

A gerente regional da ICC, Gina Goh, disse em comunicado que o desprezo da China pela liberdade religiosa “é deplorável”. “Cristãos fora das igrejas sancionadas pelo Estado não podem se unir para adorar sem temer assédio, detenção ou até mesmo encarceramento”, enfatizou Goh. “Mesmo as igrejas oficiais enfrentam uma pressão crescente para exaltar mais o Partido Comunista do que a Deus. A comunidade internacional deve continuar a pressionar a China sobre abusos dos direitos humanos até que a China esteja pronta para fazer uma mudança positiva”.

Veja na fonte:

justicaeverdade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: